DIGITE SUA PERGUNTA AQUI,ASSUNTOS DESTE BLOG

siga-me no face

chuva de verão


Ouvindo a chuva - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

Seguidores

ÓÓH, TI LINDO!!! VC TA MI SEGUINO, VÔ TI SEGUI TAMÉM..

ÓÓH, TI LINDO!!! VC TA MI SEGUINO, VÔ TI SEGUI TAMÉM..
As fotos apresentadas, salvo indicação em contrário, são retiradas da net

após beber refrigerante

após beber refrigerante

sexta-feira, janeiro 28, 2011

ANEMIAS,TIPOS, SINTOMAS E TRATAMENTOS


Anemia ferropriva é aquela provocada pela deficiência de ferro. Este é o tipo mais comum de anemia.
Anemia ferropriva é o estágio final da deficiência de ferro. Ela ocorre quando a ingestão ou absorção de ferro é
insuficiente, e a hemoglobina, a qual contém ferro, não pode ser formada. A principal causa da anemia por deficiência de ferro em mulheres pré-menopausa é a perda de sangue durante a menstruação.
Anemia ferropriva é caracterizada por palidez, fadiga e fraqueza. Uma vez que a anemia por deficiência de ferro tende a desenvolver-se lentamente, ocorre adaptação e a doença geralmente fica sem ser reconhecida por algum tempo.
 Tratamento da anemia ferropriva 
Se a causa for deficiência de ferro na dieta, suplementação pode corrigir a anemia. Suplementos de ferro devem ser mantidos fora do alcance de crianças já que são causa freqüente de envenenamento entre elas. Caso a pessoa tiver problemas na absorção de ferro, pode ser necessário a administração parenteral.
Sinais e sintomas de anemia ferropriva

Os sinais e sintomas da anemia ferropriva podem incluir unhas frágeis, inchaço ou sensibilidade na língua, fissuras nos lados da boca, baço inchado, e infecções freqüentes. Pessoas com anemia ferropriva podem ter desejos incomuns de ingerir itens que não são alimentos, como gelo ou barro. Algumas pessoas com anemia ferropriva podem desenvolver síndrome das pernas inquietas, a qual é um transtorno que causa urgência forte em mover as pernas.
Alguns sinais e sintomas da anemia ferropriva são relacionados às condições que a causam. Por exemplo, sinais de sangramento intestinal podem ser sangue vermelho vivo nas fezes, ou fezes escuras.Mulheres que têm menstruação forte ou longa, ou outros sangramentos na vagina, podem sugerir que estão com risco maior para anemia ferropriva.



O que é anemia perniciosa ou megaloblástica
A anemia perniciosa ou megaloblástica é uma condição médica na qual o corpo não consegue fabricar células vermelhas do sangue saudáveis suficientes por causa da deficiência de vitamina B12. 
A vitamina B12 é um nutriente encontrado em certos alimentos, o qual o corpo precisa para fabricar células vermelhas saudáveis e manter o sistema nervoso funcionando apropriadamente. Pessoas com anemia perniciosa ou megaloblástica não conseguem absorver vitamina B12 suficiente devido à falta de fator intrínseco, uma proteína fabricada no estômago. Isso ocasiona a deficiência de vitamina B12. Outros fatores e condições que também podem causar deficiência de vitamina B12 incluem infecções, cirurgia, medicamentos e dieta. 

Sem vitamina B12 suficiente as células vermelhas do sangue não se dividem normalmente e ficam muito grandes. Essas células vermelhas têm dificuldade de sair da medula óssea, onde são fabricadas. Sem células vermelhas suficientes para carregar oxigênio, a pessoa pode se sentir fraca e cansada. Anemia perniciosa severa ou de longa duração pode danificar o coração, cérebro, e outros órgãos do corpo.
Anemia perniciosa era freqüentemente fatal no passado antes de tratamentos com vitamina B12 serem disponíveis. Atualmente a anemia perniciosa é geralmente fácil de tratar com suplementos de vitamina B12.

Com tratamento apropriado, a maioria das pessoas com anemia perniciosa pode se recobrar, sentir-se bem, e ter vida normal. Sem tratamento, a anemia perniciosa pode ocasionar sérios problemas no coração, nervos e outras partes do corpo. Alguns efeitos da anemia perniciosa podem ser permanentes.
     As causas deficiência de vitamina B12, que provoca anemia perniciosa, incluem falta de fator intrínseco, infecções, cirurgia, medicamentos ou dieta.


Causas da anemia perniciosa - Falta de fator intrínseco
O fator intrínseco é uma proteína fabricada no estômago que ajuda o corpo a absorver vitamina B12. Em algumas pessoas a falta de fator intrínseco é decorrente de resposta auto-imune, a qual ocorre quando o sistema imunológico fabrica anticorpos que atacam por engano e danificam tecidos e células do corpo. Nestes casos, os anticorpos destroem células do revestimento do estômago que fabricam o fator intrínseco. Não se sabe porque essa reposta auto-imune acontece.
Como resultado desse ataque, o estômago para de fabricar fator intrínseco. Sem o fator intrínseco o corpo não consegue mover vitamina B12 através do intestino delgado onde é absorvida. Isso ocasiona deficiência de vitamina B12 e anemia perniciosa.
A falta de fator intrínseco também pode ocorrer se a pessoa teve parte do estômago removida. Esse tipo de cirurgia reduz a quantidade de células para fabricar fator intrínseco. Em casos raros, crianças nascem com desordem herdada que previne o corpo de fabricar fator intrínseco. Essa desordem é chamada anemia perniciosa congênita.

Causas da anemia perniciosa - Dieta

Mais raramente anemia perniciosa pode ocorrer porque a pessoa não obtém vitamina B12 suficiente na dieta. As melhores fontes de vitamina B12 são carne, frango, peixe, ovo e lacticínios. Também pode-se obter vitamina B12 através de suplementos alimentares. Vegetarianos estritos, que não comem produtos animais e laticínios, e não tomam suplementos de vitamina B12, estão sob risco de anemia perniciosa.

Bebês amamentados por mães vegetarianas estritas também correm risco de anemia perniciosa. Esses bebês podem desenvolver anemia perniciosa em meses depois do nascimento. Médicos podem tratar esses bebês com suplementos de vitamina B12.

Outros grupos, como idosos e pessoas que sofrem de alcoolismo, também podem ter risco para anemia perniciosa porque não obtêm a quantidade apropriada de nutrientes na dieta.

Como é o tratamento da anemia perniciosa
O tratamento médico da anemia perniciosa é feito suprindo a vitamina B12 que falta ao corpo. Pessoas com anemia perniciosa podem precisar de tratamento por toda a vida.

Objetivos do tratamento para anemia perniciosa
Os objetivos do tratamento para anemia perniciosa incluem:
* Prevenir ou tratar a anemia, seus sinais e sintomas.
* Prevenir ou controlar as complicações, como danos ao coração e nervos.
* Tratar a causa da anemia perniciosa caso ela seja identificada.

Tipos específicos de tratamento para anemia perniciosa
A anemia perniciosa é geralmente de fácil tratamento com suplementos de vitamina B12 na forma de injeção ou comprimidos. Se o paciente tiver anemia perniciosa severa, o médico pode recomendar primeiro injeções de vitamina B12. Para anemia perniciosa menos severa o médico pode recomendar altas doses de comprimidos de vitaminas B12. 

Os sinais e sintomas da anemia perniciosa devem começar a melhorar dentre de alguns dias depois do começo do tratamento. O médico pode aconselhar limitar as atividades física até que a condição do paciente melhore.

Se a pessoa tiver anemia perniciosa decorrente outra condição, que não seja a falta de fator intrínseco, ela pode receber tratamento para essa causa (caso ela seja encontrada). Por exemplo, medicamentos podem ser usados para tratar as condições que previnem o corpo absorver vitamina B12.

Prevenção da anemia perniciosa
Não é possível fazer prevenção da doença decorrente de falta de fator intrínseco, sem o qual o corpo não consegue absorver vitamina B12 e conseqüentemente desenvolve a anemia perniciosa.

Embora incomum, algumas pessoas podem desenvolver anemia perniciosa porque não obtêm vitamina B12 suficiente na dieta. Pode-se fazer a prevenção da anemia perniciosa decorrente de fatores alimentares consumindo comidas ricas em vitamina B12 como:
* Carnes
* Peixes.
* Ovos.
* Laticínios.
* Produtos enriquecidos com vitamina B12.
A vitaminas B12 também pode ser encontrada em suplementos alimentares. O médico pode recomendar suplemento alimentar de vitaminas B12 a pessoas com risco de deficiência, como vegetarianos estritos e pessoas que tiveram cirurgia no estômago.

Sinais e sintomas de anemia perniciosa comuns aos outros tipos de anemias
O sintoma mais comum de todos os tipos de anemia é a fadiga. Esse sintoma é decorre do organismo não ter células vermelhas suficientes para carregar oxigênio para todas as partes do corpo. Pouca quantidade de células vermelhas também pode causar falta de fôlego, tontura, dor de cabeça, frio nas mãos e pés, palidez e dor no peito.
A falta de células vermelhas também significa que o coração tem que trabalhar mais forte para mover sangue rico em oxigênio através do corpo. Isso pode ocasionar arritmias, sopro cardíaco, aumento do coração, e até insuficiência cardíaca.

Sinais e sintomas de anemia perniciosa decorrentes da deficiência de vitamina B12

A deficiência de vitamina B12 pode ocasionar dano aos nervos. Isso pode causar formigamento e falta de sensibilidade nas mão e pés, fraqueza muscular, e perda de reflexos. Ela também pode ocasionar perda de equilíbrio e ter problemas para caminhar. Deficiência severa de vitamina B12 pode causar problemas neurológicos, como confusão, demência, depressão, e perda de memória. 
Outros sintomas da deficiência de vitamina B12 envolvem o trato digestivo. Esses sintomas incluem náusea, vômito, azia, gases intestinais, constipação ou diarréia, perda de apetite, e perda de peso. Fígado aumentado é outro sintoma.
Bebês com deficiência de vitamina B12 podem ter reflexos ruins ou movimentos diferentes, como tremores na face. Eles podem ter dificuldade para alimentar decorrente de problemas na língua e garganta. Eles também podem ficar irritáveis. Se a deficiência de vitamina B12 não for tratada, o bebê pode ter problemas permanentes de desenvolvimento.
Histórico médico pessoal e familiar no diagnóstico da anemia perniciosa

O médico poderá perguntar ao paciente sobre seus sinais e sintomas. Ele também pode indagar ao paciente:
* Se passou por qualquer cirurgia no estômago ou intestinos.
* Se tem qualquer transtorno digestivo, como doença celíaca ou doença de Crohn.
* Sobre a dieta e medicamentos que toma.
* Se tem histórico familiar de anemia ou de anemia perniciosa.
* Se tem histórico familiar de desordens auto-imunes.
Exame físico no diagnóstico da anemia perniciosa

Durante o exame físico o médico pode verificar se a pele está pálida ou amarelada, e se o fígado está aumentado. Ele também deve escutar o coração para verificar batimentos rápidos ou sopro cardíaco. O médico ainda pode verificar sinais de danos aos nervos e checar o estado mental, coordenação e capacidade de caminhar do paciente.

O que é anemia falciforme

A anemia falciforme é uma doença séria na qual o organismo fabrica células vermelhas sanguíneas em forma de “C”. Células vermelhas normais têm forma de disco e se movem facilmente pelos vasos sanguíneos. As células vermelhas sanguíneas contêm a proteína hemoglobina, a qual é rica em ferro, dá ao sangue a cor vermelha e carrega oxigênio dos pulmões para o resto do corpo.
Pessoas com anemia falciforme têm hemoglobinas anormais que fazem as células ter forma de foice. Por terem essa forma anormal, essas células não se movem facilmente através dos vasos sanguíneos. Os blocos de células em forma de foice bloqueiam o fluxo sanguíneo que flui para os órgãos e membros. Vasos sanguíneos bloqueados podem causar dor, infecções sérias e danos a órgãos.
Visão geral da anemia falciforme

Anemia é uma condição médica na qual o sangue tem quantidade menor que a normal de células vermelhas. Anemia também ocorre quando as células vermelhas sanguíneas não têm hemoglobina suficiente.

Na anemia falciforme a quantidade menor de células vermelhas sanguíneas ocorre porque as células em forma de foice não duram muito tempo. Elas morrem geralmente depois de somente 10 a 20 dias e a medula óssea não consegue fabricar novas células vermelhas em velocidade suficiente para reposição.

Causas da anemia falciforme

Anemia falciforme é uma doença herdada que dura a vida toda. Pessoas com anemia falciforme herdam duas cópias do gene da doença uma do pai e outra da mãe. O gene da anemia falciforme faz o corpo fabricar hemoglobina anormal. A hemoglobina é uma proteína rica em ferro que dá ao sangue sua cor vermelha e carrega oxigênio dos pulmões para o resto do organismo.

Na anemia falciforme as hemoglobinas se aglutinam ao transportar oxigênio para os tecidos do corpo. Esses blocos de hemoglobinas fazem as células vermelhas ficarem com forma de foice. Então, as células vermelhas com formato de foice tendem a se juntarem nos vasos sanguíneos.

Cura da anemia falciforme

A anemia falciforme não tem cura amplamente disponível. Entretanto, existem tratamentos para os sintomas e complicações da doença. Transplantes de medula óssea podem oferecer cura para um pequeno número de casos.

Nos últimos 30 anos os médicos aprenderam muito sobre anemia falciforme. Eles conhecem suas causas, como afeta o corpo, e como tratar muitas das suas complicações. Devido às melhoras no tratamento, pessoas com anemia falciforme agora estão tendo vida muito mais longa.

Diagnóstico da anemia falciforme

O diagnóstico precoce da anemia falciforme é muito importante. Crianças que têm essa doença precisam de atendimento imediato e apropriado. Bebês nascidos com anemia falciforme precisam de tratamento rápido. O diagnóstico para anemia falciforme em bebês usa teste de sangue usado para outros exames de rotina em recém-nascidos. 
Também é possível para os médicos fazer diagnóstico de anemia falciforme antes do nascimento. Isso é feito usando uma amostra do fluido amniótico ou tecido tirado da placenta. Esse teste pode ser feito com apenas alguns meses de gravidez e procura pelos genes da anemia falciforme.

Tratamento da anemia falciforme

O tratamento da anemia falciforme não tem cura amplamente disponível. Porém, tratamento pode ajudar a aliviar os sintomas e controlar as complicações. Os objetivos do tratamento para anemia falciforme são aliviar a dor; prevenir infecções, danos aos olhos e derrames; e controlar as complicações. Transplante de medula óssea pode oferecer cura para um pequeno número de casos de anemia falciforme. 

Alimentação e estilo de vida saudável para pessoas com anemia falciforme

Pessoas com anemia falciforme devem seguir uma alimentação saudável. O médico pode sugerir ao paciente tomar ácido fólico (vitamina A) todos os dias para ajudar o corpo a fabricar novas células vermelhas. A pessoa com anemia falciforme também deve beber pelo menos oito copos de água todos os dias, especialmente quando estiver calor. Isso ajudará a prevenir a desidratação.

O corpo precisa de atividade física regular para se manter saudável. Porém, pessoas com anemia falciforme devem evitar exercícios que as deixem muito cansadas. Deve-se beber bastante líquido ao fazer exercícios físicos. Pacientes com anemia falciforme devem conversar com o médico sobre que tipos de exercícios físicos e quantidade apropriada.
Pessoas com anemia falciforme devem ter sono e descanso suficientes. Caso o paciente tenha alguma desordem do sono ele deve procurar tratamento. Pessoas com anemia falciforme também devem evitar ingerir muita bebida alcoólica e não fumar.
Anemia na gravidez é comum?

A anemia na gravidez é uma condição frequente, comum e perigosa. "Em países desenvolvidos, estima-se que aproximadamente 18% das gestantes apresentem anemia durante a gravidez. Nos países em desenvolvimento, o índice aumenta de maneira significante, variando de 35% a 75%", afirma o hematologista Sandro Melim da DASA, que representa em Mato Grosso as marcas Cedic/Cedilab.


Além de questões socioeconômicas, a anemia gestacional acontece por diversas causas. "Entre os principais motivos está o aumento na demanda de ácido fólico pelo organismo - devido à produção dos tecidos e órgãos do feto", destaca o hematologista do Exame. Baixos níveis de ácido fólico colocam a gestante em risco de desenvolver anemia megaloblástica. Isso pode acarretar problemas irreversíveis para o feto, como defeitos na formação do tubo neural (estrutura que dá origem ao cérebro e à medula espinhal).
Há ainda o aumento na demanda de ferro pelo organismo, que também ocorre por causa da produção de células e tecidos do feto. A ausência de ferro aumenta o risco de desenvolvimento de anemia ferropriva - que pode levar ao desenvolvimento inadequado da placenta, gerando problemas durante a gestação e na hora do parto.
Sintomas da anemia na gravidez
Os sintomas da anemia durante a gravidez são idênticos aos apresentados por não grávidas. "O acompanhamento médico é imprescindível, pois muitos desconfortos podem ser confundidos com a doença. Por exemplo, fraqueza, sensação de falta de ar, fadigabilidade e irritabilidade podem ser relatadas por gestantes sem que estejam com graus significativos de anemia. Tais sintomas podem ser causados pelo aumento de peso, aumento do volume uterino, instabilidade emocional, entre outras alterações", explica Dr. Melim.
Diagnóstico da anemia na gravidez
O diagnóstico segue as mesmas linhas gerais da análise feita em não grávidas. É importante realizar avaliação da história clínica da gestante, assim como um exame físico completo. Além disso, exames laboratoriais para avaliar os estoques de ferro e ácido fólico do organismo podem ser necessários em vários momentos da gestação. Em casos mais severos, pode ser necessário lançar mão de exames de imagem e até mesmo procedimentos invasivos, como a amniocentese - que avalia a anemia diretamente no feto.
Tratamento e prevenção da anemia na gravidez - O que fazer e o que comer
Dr. Melim destaca que a prevenção da anemia na gestação pode ser feita com suplementação de ferro e ácido fólico, além de orientação nutricional para comer de forma saudável. É importante lembrar que gestantes vegetarianas devem fazer suplementação de outras vitaminas, como as do "complexo B", que estão presentes principalmente em alimentos de origem animal. As futuras mamães que desenvolvem anemia moderada e severa podem necessitar de doses maiores de ferro. "Em alguns casos, pode ser necessário usar reposição intravenosa de ferro ou mesmo hemotransfusões para o tratamento", conclui Dr. Sandro Melim.

     VER TAMBEM:
ACABE COM A ANEMIA DE UMA VEZ
ACIDO FÓLICO - ANEMIA
ALIMENTOS QUE MELHORAM SUA SAÚDE

2 comentários:

  1. Você sabia que muitos pacientes ainda esperam por um doador de medula compatível?
    Faça parte do cadastro e incentive a doação de medula óssea. Você sabe como ajudar?

    Para mais informações:comunicacao@saude.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude

    ResponderExcluir
  2. ok,ótimo trabalho de vcs vou visitar seu site,e me informar direito obrigada pela visita

    ResponderExcluir

Postagens populares

oferecido por Bianca

oferecido por Bianca